Notícias

07-08-2018 Saúde convoca as crianças para vacinação contra a pólio e sarampo

A Secretaria de Saúde de Palotina está realizando a Campanha de Vacinação Contra Paralisia Infantil (Poliomielite) e Sarampo. A campanha teve início na segunda-feira (6) e segue até o dia 31 de agosto. Todas as crianças com idade entre 1 a 5 anos incompletos devem comparecer a um Posto de Vacinação nas Unidades de Saúde, mesmo que já tenha recebido a vacina anteriormente.

No dia 18 de agosto haverá uma mobilização, o “dia D”, onde os postos de saúde municipais estarão abertos das 08h às 17h, exclusivamente para vacinação.

O objetivo da campanha é vacinar as crianças que ainda não receberam a vacina dentro da faixa etária estipulada, resgatar as crianças que possuem o esquema incompleto e oferecer uma dose adicional para aquelas que já receberam as vacinas melhorando a proteção contra o sarampo e a paralisia infantil.

Segundo enfermeira do Departamento de Vigilância em Saúde, Maristela Roratto, a situação do sarampo no Brasil é preocupante, visto que, já se somam 822 casos confirmados da doença, cerca de 3.800 casos estão sendo investigados e cinco pacientes evoluíram para óbitos. O aumento de registro de casos concentra-se na região Amazônica e Roraima. Entretanto por se tratar de uma doença extremamente contagiosa, vários outros estados do Brasil já registram casos da doença.

Em relação à Poliomielite, dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) demonstram que entre 2017 e 2018 foram registrados casos da doença em dois países considerados endêmicos, Afeganistão (sete casos) e Paquistão (um caso). Contudo, ainda há risco de reintrodução da doença no Brasil.

“Diante deste quadro, há necessidade da união de esforços para manutenção do país livre dessas doenças. A manutenção de boas coberturas vacinas é considerada a estratégia mais efetiva para proteção da população”, ressalta a enfermeira.

Sobre as doenças

Sarampo – é uma doença infecciosa, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações, principalmente neurológicas e óbito. Aparentemente, surgem manchas repentinas pelo corpo. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções respiratórias no período de quatro a seis dias antes do aparecimento das manchas até quatro dias após.

Poliomielite – é uma doença infectocontagiosa viral aguda caracterizada por um quadro de paralisia flácida de início súbito. Acomete em geral os membros inferiores tendo como principais características a flacidez muscular. A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral, por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes portadores, ou pela via oral-oral através de gotículas de secreções da orofaringe ao falar, tossis ou espirrar.


Fonte: Assessoria de Comunicação Palotina com a
Enfermeira da Vigilância em Saúde Maristela Roratto


© 2015 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Azz Agência