Notícias

19-04-2018 Governo de Palotina discute plano para combate ao mosquito Aedes Aegypti

Diante dos altos índices de casos suspeitos de doenças ocasionadas pelo mosquito Aedes Aegypti, como a Dengue e a Chikungunya, a administração municipal de Palotina, por meio da Secretaria de Saúde reuniu na última quarta-feira, dia 18, no gabinete do prefeito, a chefe da 20ª Regional de Saúde, Denise Liel; a promotora de Justiça, Dra. Cristiane Aparecida Ramos; o presidente do Conselho Municipal de Saúde, José Fernandes; a coordenadora de Endemias, Terezinha Duarte; e representantes da Sala de Situação e Controle da Dengue para discutir sobre o risco de uma epidemia de Chikungunya no Município.

Até a semana passada foram confirmados 20 casos de Chikungunya e cinco de Dengue, sendo ainda 22 casos suspeitos. Na ocasião, ficou decidido que nos próximos dias será feito um arrastão para eliminar possíveis focos, e posteriormente deverá solicitar o Fumacê. “Vamos intensificar as campanhas de prevenção na mídia, realizar palestras de sensibilização com os clubes de mães e da 3ª idade, nas igrejas, entre outros”, destaca a coordenadora de Endemias, Terezinha Duarte.

A legislação vigente prevê multa aos moradores nos casos de reincidência de focos do mosquito em suas residências. Moradores que já foram notificados e for constatada a persistência do problema, ou mesmo, de recusa na verificação do quintal por parte dos agentes de endemias, serão encaminhados para o Ministério Público.

Segundo a coordenadora, a data para a realização do arrastão será definida nas próximas horas. “Necessitamos que toda a população participe dessa iniciativa para eliminarmos os focos do mosquito. Cada morador é responsável pela limpeza do seu quintal”, ressalta. “Essa é uma obrigação de todos nós”, conclui.

A reunião contou com a participação do prefeito Jucenir Stentzler, do vice Chico Brum, dos secretários municipais: Jaqueline Delai (Saúde), Darcy Gris (Assistência Social) e Antoninho Chechi (Agricultura e Gestão Ambiental).

Em Palotina, os locais onde há maior número de casos confirmados das doenças são os bairros, Pioneiro e Santa Terezinha.


© 2015 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Azz Agência